MEZIO, SOAJO E LINDOSO: um dia em harmonia com a natureza e as tradições do GERÊS!

Em direcção a Arcos de Valdevez, a entrada foi pela Porta do Mezio até ao Baloiço do Mezio e à Porta do Sol, visitamos os espigueiros do Soajo e descemos ao Poço Negro, passamos pela primeira Central Hidroeléctrica do país e terminamos no Castelo de Lindoso com vistas para o Rio Lima e uma eira com 50 espigueiros dos séculos XVII e XVIII!
O Parque Nacional da Peneda Gerês – PNPG é composto por 5 concelhos e assim sendo por 5 Portas para aqui entrar! Arcos de Valdevez – Porta de Mezio; Ponte da Barca – Porta do Lindoso; Terras de Bouro – Porta de São João do Campo; Melgaço – Porta de Lamas de Mouro e Montalegre – Porta de Montalegre.

MEZIO – Baloiço do Mezio e Porta do Sol:

Baloiço do Mezio

A entrada foi em grande pela Porta do Mezio e apesar de estarmos em pleno Verão, o São Pedro decidiu que este dia seria de um nevoeiro denso acompanhado de alguma chuva que daria algum misticismo à serra mas sem qualquer hipótese de ver a paisagem mais além… Em direcção ao Baloiço do Mezio, em Cabana Maior, começamos a avistar as vacas cachenas que descansavam tranquilamente no seu pasto sem tão pouco se importarem com a presença do ser humano e dos seus veículos ruidosos… Estacionamos o carro e entretanto no meio do nevoeiro ouve-se um relincho cada vez mais perto e cada vez mais intenso, um cavalo garrano em plena liberdade e muito “falador” e passados uns segundos chegavam os “amigos”, pelo menos mais 5, sendo o último branco! Só faltou o Dom Sebastião… 😀

Subimos ao baloiço e baloiçamos um bocado, já que nos foi impossível, devido à meteorologia, contemplar a paisagem de 360º sobre o PNPG… É uma estrutura muito bem conseguida, com mais de 7 metros de altura, posicionada num local privilegiado e rodeado de natureza e animais maravilhosos. Foi sem dúvida um dos baloiços mais bonitos e bem feitos que visitei até hoje… e já foram alguns!!

Porta do Sol

Mais à frente, já na estrada, fomos à descoberta da Porta do Sol. Um lugar lindíssimo bem no meio da Natureza, mas mais uma vez… sem conseguir contemplar o horizonte!

O Baloiço do Mezio e a Porta do Sol ficam relativamente perto e apesar de termos ido de carro, faz-se bem a pé, senão terá que estacionar na berma da estrada.

SOAJO – Espigueiros do Soajo e Poço Negro:

Espigueiros do Soajo

A pouco mais de 8 km do Mezio, visitamos os Espigueiros do Soajo, uma eira comunitária de 24 espigueiros feitos em pedra dispostos num afloramento granítico.

Soajo

Por aqui existem vários trilhos que podem ser feitos e no meu itinerário tinha uma pequena caminhada até à Ponte da Ladeira, uma ponte romana numa rota linear com cerca de 1 km pelo “Caminho da Ladeira” que não fizemos por falta de tempo, mas de certeza que vale a pena o passeio!

Poço Negro

Descendo a rua paralela aos espigueiros, a cerca de 1 km, fica o Poço Negro e apesar do nevoeiro e do tempo menos quente, descemos até lá e o local estava cheio de pessoas. A descida ao Poço Negro é toda feita em escadas que começam na berma da estrada e o lugar é bonito, no entanto, demasiado lotado para poder apreciar a sua beleza …

LINDOSO – Castelo e Espigueiros do Lindoso:

Castelo de Lindoso

Já bem perto do país vizinho, fomos visitar este enorme aglomerado de espigueiros, os Espigueiros do Lindoso! Não os contei, mas dizem que são 50, datam dos séculos XVII e XVIII e são de pedra.

Castelo de Lindoso

Estacionamos à beira do Castelo de Lindoso e apesar de estar fechado dá para percorrer as suas muralhas e apreciar a sua construção da Idade Média! Do Castelo conseguimos ter também uma imagem maravilhosa do Rio Lima e é sem dúvida um belo miradouro para a eira de espigueiros.

Espigueiros do Lindoso

Lindoso já pertence ao concelho de Ponte da Barca, mas mesmo assim fica bem perto do Soajo e merece uma visita! E apesar de termos feito a viagem por outro caminho, se fossemos em frente após descer ao Poço Negro teríamos passado pelo Miradouro do Lindoso e pela Barragem do Alto-Lindoso… No entanto, pelo caminho que fizemos a paisagem foi sempre fantástica e sempre com surpresas, incluindo a primeira Central Hidroeléctrica do país em Paradamonte construída no inicio do século XX classificada pela Unesco como reserva da biosfera desde 2009!

Central Hidroeléctrica de Paradamonte

Mesmo com nevoeiro, alguma chuva e poucas horas para explorar, o passeio foi maravilhoso e um dia inteiro é bem preciso para fazer este percurso com calma e nós fizemos basicamente numa tarde, mas algumas coisas ficaram por fazer. Durante as viagens de carro convém sempre ir com cuidado, pois aparece sempre um animal ou outro a passear as estradas do Gerês… vacas, cavalos e uma porca gigante foram os animais que nos apareceram pela frente! 😀

Encontros maravilhosos!

Fomos dormir a Arcos de Valdevez, num lugar super tranquilo e dar um belo mergulho na piscina porque o sol apareceu no fim da tarde e ao outro dia, a manhã foi dedicada a Ponte da Barca e a tarde a Ponte de Lima antes do regresso a casa! Duas vilas de uma beleza enorme e com muitas coisas para ver e fazer!

Para mais vídeos, fotos e dicas siga o meu Facebook e Instagram!

Até já!! 😉

Um pensamento sobre “MEZIO, SOAJO E LINDOSO: um dia em harmonia com a natureza e as tradições do GERÊS!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.