Paris: roteiro de 3 dias

Cidade das Luzes!! “Em cada recanto há um encanto!!”

cropped-img_0048-2.jpg

Paris ficou, sem dúvida, no meu coração e sempre que puder irei voltar, porque apesar de ter conhecido muito em dois dias e meio, também muito ficou por conhecer… Nesta viagem fui sozinha, uma aventura que me levou a 3 países diferentes e 5 cidades, em 10 dias!! E tudo começou em Paris…

1º Dia

Palais Garnier:

20180730_173819

Como nem tudo corre sempre como o planeado, quando cheguei a Paris, a linha de Metro que eu precisava esteve “parada” durante dois dias e os planos foram diferentes. Tive que ir a pé e de mochila às costas da Gar du Nord até ao hotel e como fiquei hospedada no 9º Arr, após fazer o check-in, decidi ir caminhar e conhecer o bairro!!

A Ópera Nacional de Paris, mandada construir por Napoleão, foi onde nasceu a inspiração para criar “O Fantasma da Ópera”, obra conhecida a nível mundial!! Infelizmente não conheci por dentro, mas pelo que pesquisei é uma construção magnífica e se voltar a Paris, vai sem dúvida entrar na minha lista!! 

Dica: 

  • Comprar o bilhete na página oficial da Ópera Garnier ou com cartão de crédito em máquinas automáticas dentro do edifício e confirmar se a sala principal está aberta ao público, pois o preço é o mesmo e o melhor pode ficar por ver!!

Galerias Lafayette:

Situadas no 9º Arrondissement, as Galerias Lafayette ficam a poucos minutos da Opera Garnier! Muito populares pelas suas lojas das melhores e mais caras marcas a nível mundial, tipo: Chanel; Burberry; Gucci; Giorgio Armani entre muitas outras! Para mim este espaço é visita obrigatória pela beleza do interior do edifício, mas principalmente pelo gigante rooftop que nos oferece umas vistas fantásticas sobre a cidade da luz e claro, é grátis!

Dica:

  • Nem todas as pessoas sabem deste “miradouro” e apenas ficam pelo interior das galerias, a entrada não é secreta, apenas tem que ir pelas escadas rolantes e no último piso das lojas tem que subir mais um lanço das escadas rolantes que dá acesso directo à porta do terraço!
  • Eu aconselho a levar um “lanchinho”, sentar e relaxar apreciando a beleza desta paisagem!

O Moulin Rouge e o seu moinho vermelho, criado em 1889, não é um monumento ou um edifício público, mas é reconhecido mundialmente!! Fica numa rua bastante movimentada, repleta de restaurantes e vida nocturna!! Passei por lá algumas vezes, pois ficava perto do meu hotel e o ambiente é bastante festivo em seu redor!!

Dica:

  • Se for de Metro, a estação é mesmo ali ao pé, a famosa Estação Blanche.

2º Dia

Torre Eiffel:

Como acordei bem cedo no 2º dia e era verão, saí do hotel e fui caminhar pelo rio Sena até à Torre Eiffel, tinha a visita marcada para as 10h00 e a caminhada foi cerca de 4 km… Pelo caminho passei por sítios lindíssimos e como ainda era mesmo cedo (7h30), não havia muita gente na rua o que para mim é gratificante!!

  • Passei novamente pelo Palais Garnier;
  • A Praça Vendôme, sinónimo de luxo em Paris, com uma coluna mandada construir por Napoleão onde celebra as conquistas do Imperador e do exército francês;
  • A Praça da Concordia com a sua Fonte de Mers que separa os Jardins das Tulherias e os Campos Elísios;
  • Da Praça vi ao longe o imponente Arco de Triunfo e os Jardins de Champs-Élysées;
  • O Jardim e Palácio das Tulherias, que me deixaram com um sorriso no olhar;
  • O Grand Palais des Beaux-Arts ou de Champs-Élysée que faz parte do conjunto arquitectónico formado pelo Petit Palais e a Ponte Alexandre III
  • A Ponte Alexandre III, magnífica;
  • A Pont de l’Alma

A Torre Eiffel está localizada no Champ de Mars, criada por Gustave Eiffel, começou a ser construída a 28 de Janeiro de 1887 e tem 324 metros de altura.

A Dama de Ferro tem 3 níveis que se podem visitar:

  • O 1º andar fica a 57m acima do solo e o chão é de vidro transparente e os corrimões são envidraçados!!
  • O 2º andar já oferece uma vista nobre sobre Paris desobstruída de todos os monumentos da cidade: o Louvre, o Grand Palais, o Sena, Montmartre, a Catedral de Notre Dame…
  • No 1º e 2º andar encontra também: lojas, restaurantes e wc’s!!
  • No 3º andar, o acesso é feito exclusivamente de elevador, enquanto que nos anteriores pode ser feito por elevador ou escadas. Na cúpula, o som das avenidas desaparece, apenas se ouve o vento!! Aqui vai encontrar a reconstrução do escritório de Gustave Eiffel, com figuras de cera realistas do próprio, da sua filha e de Thomas Edison, o famoso inventor americano!; Painéis de orientação onde pode encontrar as direcções e distâncias das principais cidades do mundo; e o Bar de Champanhe, aberto diariamente das 11h00 às 22h30, com horário alargado nos meses de Julho e Agosto!!

As opções para os bilhetes são várias:

  • Escadas até ao 2º andar e aviso que são 704 degraus… 🙂
  • Elevador até ao 2º andar
  • Escadas até ao 2º andar + Cimeira (topo)
  • Elevador até à Cimeira

Dicas:

  • Comprar o bilhete na página oficial da Tour Eiffel, sem qualquer dúvida, as filas de espera são gigantes…
  • Comprar o bilhete com antecedência. Este foi provavelmente o bilhete que comprei online que mais dificuldades me deu, porque estavam sempre esgotados… Se não conseguirem bilhetes nas primeiras tentativas, não desistam e tentem pesquisar em horários diferentes porque o site vai disponibilizando bilhetes, mas como a procura é muita, esgotam rapidamente e depois o site volta a por mais… É uma questão de sorte e persistência…
  • Eu comprei o bilhete Summit (Cimeira) e fui de elevador até ao topo, mas quem gostar de exercício cardio, pode sempre subir pelo elevador e depois descer pelas escadas, que também deve ser uma experiência muito boa!! Eu estava tão cansada da caminhada que fiz do hotel à Torre, que subi e desci pelo elevador… 🙂
  • Levar um casaco, porque mesmo em pleno verão, lá em cima faz muito frio e vento!! 🙂

Na minha opinião, quem vai a Paris, “obrigatoriamente”, tem que subir a Torre Eiffel, mas acho realmente caro o bilhete… O Louvre tem muito mais para “oferecer” e é mais barato… 

Dicas:

  • Para quem for de Metro para ver a Torre Eiffel, a saída da Estação de Metro do Trocadero é a ideal pois oferece uma primeira visão da Dama de Ferro que vai certamente ficar na memória!!
  • Ali mesmo ao pé da Torre tem um pequeno jardim encantador com uns banquinhos e é um sítio muito bom para tirar fotos!! 
  • Tem também o Champ de Mars e o Jardim do Trocadero para passear, tirar fotos e até fazer um piquenique!!

Como já era meio-dia, fui caminhando em direcção ao Trocadero, porque de lá apanhei o Metro para regressar ao hotel, sempre a apreciar tudo o que me rodeava e claro, comi um crepe numa daquelas “roulottes”, que pelos vistos também é tradição!!! 🙂

Montmartre e Sacré-Coeur (Basílica do Sagrado Coração):

Montmartre é provavelmente o bairro mais boêmio de Paris!! Fica numa colina e de lá consegue ver a paisagem da cidade do ponto mais alto!!  Ruas estreitas, pessoas, bares, restaurantes, pintores e artistas de rua definem este bairro que outrora teve má fama por causa da sua vida nocturna, os cabarés e bordéis, mas graças a artistas e intelectuais como: Van Gogh, Renoir, Monet, Degas, Toulousse-Lautrec, Dalí, Picasso entre outros, Montmartre tornou-se um ponto de encontro com um ambiente boêmio e artístico!! Montmartre foi palco de rodagem de grandes filmes, como “Moulin Rouge”, “La Vie en Rose” e “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”.

O que visitar em Montmartre:

  • Praça de Tertre, onde artistas de rua pintam as suas telas, rodeados de músicos, bares, restaurantes, lojas de recordações e muito movimento!!
  • Café des Deux Moulings, ficou famoso e tornou-se num ponto turístico depois das gravações do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”!!
  • Le Mur des Je T’ Aime, a frase “eu te amo” está escrita num mural em mais de 300 idiomas!!
  • Le Passe Muraille, uma escultura feita num muro, por Jean Marais em homenagem ao escritor Marcel Aymé, que num dos seus livros fala de um homem que tem o dom de atravessar paredes e a dado momento perdeu esse dom e ficou preso (ironicamente) numa parede!!!
  • Dalí Paris, uma exposição permanente neste museu dedicado a Salvador Dalí com mais de 300 obras. 
  • Sacré-Coeur, um templo da Igreja Católica Romana concluído em 1914, está no ponto mais alto de Paris e foi construído com mármore travertino e por isso, a sua cor branca. A Basílica do Sagrado Coração é adornada por duas estátuas: Joana d’Arc e o rei Luís IX. É sem dúvida o símbolo De Montmartre!!
  • Montmartre (artigo escrito na 2ª viagem que fiz a Paris)

Dicas:

  • Para quem não quer fazer a subida a pé até ao Sacré-Coeur, pode sempre fazer como eu… que fui até ao Moulin Rouge e aí fica a paragem de um pequeno “comboio” turístico que faz o percurso até à Basílica. É o Promotrain! É uma viagem um bocado turbulenta, porque é em paralelos e se tentar tirar fotos vão certamente ficar tremidas!! 🙂
  • Para quem for ao Café des Deux Moulins, têm de provar o famoso Crème Brûlée, tal como Amélie fazia!! 🙂
  • Dentro da Basílica pode sempre deixar a sua marca, assinando um livro que tem lá com milhares de assinaturas!! 🙂

3ºDia

Museu do Louvre:

Louvre, o maior museu de arte do mundo e um monumento histórico de Paris!! 

Mais um dia em que acordei bem cedo e fui caminhando até este sítio fantástico, o museu abre às 9h00 que era a hora da entrada no meu bilhete, e eu cheguei lá ainda não eram 8h00 e tive o privilégio de em pleno verão, não ter quase ninguém em redor!! E pude andar muito à vontade a apreciar toda a sua construção, paisagem e tirar fotos!! 🙂 Por volta das 8h30 fui para a fila para entrar porque começaram a chegar centenas de pessoas e as filas começaram-se a formar e aumentar cada vez mais!!

Localizado na margem direita do rio Sena, foi construído no século XII como uma fortaleza! A colecção está dividida em departamentos: antiguidades egípcias, antiguidades do Médio Oriente, antiguidades gregas, etruscas e romanas, arte islâmica, artes decorativas, pinturas, gravuras, desenhos e esculturas. As cinco obras mais famosas são: Mona Lisa de Leonardo da Vinci; Vénus de Milo; O Escravo Rebelde de Miguel Ângelo; o Escriba Sentado e a Pirâmide do Louvre projectada por I.M.Pei em 1989.

Dicas:

  • Comprar o bilhete na página oficial, sem qualquer dúvida. O Louvre é o museu de arte mais visitado do mundo, com mais de 8 milhões de visitas anuais… O bilhete vale cada cêntimo!!
  • Para além da entrada principal, para se esquivar da longa fila, tem mais duas entradas, uma pelo centro comercial subterrâneo “Carroussel du Louvre” ou pela estação de Metro “Palais Royal Musée du Louvre” (linha rosa/7)
  • Depois de estar lá dentro tem três entradas: 1ª é a DENON, onde fica a Mona Lisa (sempre com indicações para lá chegar) e pinturas de Leonardo da Vinci; 2ª é a SULLY, vai encontrar arte medieval como Vénus de Milo, o Escriba, Banho Turco; e a 3ª é a Richelieu com esculturas francesas e os apartamentos de Napoleão
  • Para quem realmente gosta e percebe de arte, tem que passar lá o dia inteiro, eu estive lá dentro mais de 4 horas e mesmo só ficando uns segundos a apreciar algumas obras, foi sempre a acelerar!!
  • Mesmo pegando o mapa, vai perder-se imensas vezes!!! E o melhor mesmo é definir o que realmente quer ver e ir pedindo indicações às várias pessoas que lá estão identificadas e sentadas em cadeiras para  ajudar, porque é mesmo para isso que lá estão… e também há em vários sítios mapas em painéis grandes!!
  • Dá para levar um lanchinho e comer no hall de entrada, onde tem a Pirâmide Invertida, ou então pode ir comer na cafetaria!!É proibido comer no museu, tem mesmo que ir ao hall e lá tem bancos e pode descansar um bocado!! 
  • Se a visita for ao fim da tarde, nos dias em que o museu está aberto até às 21h45, já não há grupos turísticos e então vai ser bem mais tranquila e apreciada!!

Depois de terminada a visita ao museu, nada como ir passear no Jardim das Tulherias que é muito bonito e apreciar o Arc de Triomphe du Carrousel, mandado construir, mais uma vez, por Napoleão em homenagem ao seu Grande Exército!

Catedral de Notre Dame:

A Catedral Notre Dame, foi dedicada a Maria, mãe de Jesus e a sua construção começou em 1163, tem duas torres de 69 metros na sua fachada, arquitectura gótica com colunas altas e vitrais coloridos. A Catedral localiza-se na Praça Parvis que fica na Île de la Cité. Vários acontecimentos decorreram nesta Catedral, tais como: coroação de Henrique VI, Napoleão Bonaparte e sua mulher Josefina de Beauhamais e a beatificação de Joana D’Arc. 

Apenas vi Notre Dame por fora, e apesar de a entrada da Catedral ser gratuita, a fila era tão grande que simplesmente desisti de entrar… Para ir às torres tem que subir 387 degraus, e pelo que pesquisei as vistas são das melhores de Paris!! E é claro, pode-se apreciar a paisagem, as diversas gárgulas, o sino e o campanário onde viveu o famoso “Corcunda de Notre Dame”!! 

Shakespeare & Company / Panthéon / Jardim e Palácio de Luxemburgo / Pont Neuf / Pont des Arts:

Depois de ver Notre Dame, saí da Île de la Cité, atravessei a Pont des Coeurs e fui em direcção ao Panthéon, mas logo a seguir à ponte tive que parar pois encontrei uma livraria fantástica e cheia de charme, Shakespeare & Company, tem uma longa história e ficou mais famosa depois de ter sido “estrela” em filmes como: “Before Sunset” e “Midnight in Paris”!! Vale a pena passar por lá, apreciar, e até quem sabe, para quem gosta de livros, trazer uma recordação!! 🙂

Continuei a caminhar para o Panthéon, monumento neoclássico situado no Bairro Latino, e apesar de não ter entrado, apreciei por fora e tirei umas fotos!! Gostei bastante de uma inscrição que tem na entrada, “Aux grads hommes, la patri reconnaissante” que traduzido significa, ” Aos grandes homens, a pátria é grata”!!

Mais 500 metros e o destino final desta tarde foi o Palácio e o Jardim de Luxemburgo, ainda no Bairro Latino, é um parque público da cidade com estátuas, pequenos lagos, parque infantil, pomar, restaurante e claro, o Palácio de Luxemburgo!! Existem vários sítios para sentar (relva, cadeiras e bancos) e muitas pessoas aproveitam e fazem piqueniques. 

De regresso fiz o percurso em direcção ao Louvre para apanhar o Metro e também para ficar a conhecer a Pont Neuf, a mais antiga do rio Sena e a Pont des Arts que era famosa pelos seus cadeados que foram retirados (cerca de 40 toneladas) porque estavam a danificar as laterais da ponte e agora as pessoas colocam os cadeados na ponte vizinha, a Pont Neuf!! 🙂

Arco do Triunfo:

Em 1806, Napoleão ordena a construção do monumento em homenagem ao Grande Exército! Tem 50m de altura, 45m de largura e para subir são 234 degraus!! Fica na Praça Charles de Gaulle e tem gravado os nomes de 128 batalhas e de 558 generais. Na base do monumento fica o Túmulo do Soldado Desconhecido cuja chama é revivida todas as noites… As principais 12 avenidas de Paris começam aqui!!

Dicas:

  • Aconselho vivamente a visitarem o Arc de Triomphe, ao pôr do sol e tentar conjugar com a hora que a Tour Eiffel liga as luzes, pois torna-se um espetáculo muito bonito e a paisagem define sem dúvida a Cidade das Luzes!! A cada hora certa (ex.: 21h00, 22h00) as luzes acendem-se e o espetáculo dura 5 minutos!! Vale a pena!! E as 12 avenidas também se iluminam pela noite estar a chegar!! Eu gostei imenso e acho inesquecível a visita ao Arco do Triunfo!! 🙂
  • Pode chegar lá de Metro, a Estação Charles de Gaulle Étoile, fica ali mesmo e nem sequer pense em atravessar a estrada para lá chegar, é das rotundas mais perigosas da Europa… Tem uma entrada subterrânea para esse efeito, é muito fácil e seguro!! 🙂
  • O bilhete deve ser comprado online, não tem hora marcada e é válido por 1 ano a partir da data de compra!

O que não vou perder, se voltar a Paris:

  • Visitar a Ópera Garnier 🙂
  • Visitar a Catedral de Notre Dame e subir às Torres, e se possível ao pôr do sol!! 🙂
  • Visitar o Cemitério  Père-Lachaise, um enorme panteão onde várias personagens históricas do mundo estão sepultadas, como: Oscar Wilde, Jim Morrisson, Choupin, Ives Montand, Édith Piaff, Isadora Duncan, Cyrano de Bergerac e muitos mais… É um espaço verde com 44 hectares que remonta o século XII, muito bonito e tranquilo!! 🙂
  • Passear pelo Promenade Plantée, um jardim suspenso com mais de 4 km na Praça da Bastilha ao lado da Ópera de la Bastille, que foi construído em cima de uma linha ferroviária que foi desactivada!! 🙂
  • Perder-me durante horas em Montmartre e visitar o museu de Dalí!! 🙂

Paris deixou saudades e espero um dia voltar!! É a cidade que em cada recanto tem um encanto e tanto para ver!! E as baguetes são bem melhores que os croissants!!! 🙂 E o trânsito é de loucos, principalmente as lambretas e as bicicletas sempre a buzinarem e a alta velocidade!!! 🙂 Enfim, apaixonei-me por Paris…

Deixo aqui os artigos da minha 2ª viagem à Cidade das Luzes, com muito mais para visitar:

Até já!! 😉

3 pensamentos sobre “Paris: roteiro de 3 dias

Deixe uma Resposta para Helena Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.